As linhas pré-pagas deverão diminuir nos próximos anos


Segundo estudo, a quantidade de linhas da telefonia móvel do tipo pré-paga deverá diminuir nos próximos anos e a previsão é que isso acontecerá em toda a América Latina.

A previsão para a telefonia móvel nos próximos anos, conforme resultado de uma pesquisa divulgada pela GlobalData, as linhas pré-pagas terão uma grande redução em toda a América Latina. Até o ano de 2023 deve diminuir uma quantidade de 62% das linhas pré-pagas contratadas no momento, ou seja, menos 10 pontos, comparando com a atualidade.

Mesmo com o estudo apresentando uma baixa em toda a América Latina, estes dados estão mais altos do que os que o Brasil apresenta, como, por exemplo, no mês de junho deste ano, quando o país tinha, aproximadamente, 60,36% de linhas pré-pagas, o que resulta em 141.890 milhões de linhas, e com uma queda anual de 11%.

Ainda segundo a pesquisa da GlobalData, 72% do mercado atual utiliza os planos de telefonia pré-pago, o contrário de regiões mais desenvolvidas, como, por exemplo, na África Subsaariana, que possui 95% de pessoas que utilizam linhas pré-pagas e a Europa Oriental, que possui 34% dos consumidores com este tipo de linha.



COMPARTILHAR