Brasil teve uma queda significativa de linhas móveis em janeiro


Somente no mês de janeiro deste ano, 2018, o Brasil perdeu mais de 258 mil linhas móveis, ou seja, foram 258,7 mil linhas móveis desligadas no país pelas operadoras de telefonia.

Em janeiro de 2018, eram 236,2 milhões de chips ativos no Brasil, segundo registro no âmbito nacional. E, comparando com o mês de janeiro do ano anterior, 2017, houve uma retratação de 2,9%, ou seja, 7,2 milhões de linhas foram desligadas no período de um ano. De acordo com a perda de 1,1 milhão de linhas pré-pagas neste ano e 16,3 milhões em 2017, esta retratação ocorreu, principalmente, pela desativação de chips desta modalidade, o serviço pré-pago.

Já os planos pós-pagos tiveram um crescimento, isso porque estão sendo oferecidos muitos planos controle para diversos perfis de clientes, o que fez com que ganhassem predileção, adquirindo mais de 807 mil clientes só no mês de janeiro e mais de 9 milhões de acessos no último ano. O que totaliza, atualmente, 88,7 milhões de clientes pós-pagos no Brasil. As empresas que ganharam clientes de telefonia móvel no mês de janeiro por grupo foram: Porto Seguro, com mais 43,9 mil novas linhas e a Datora, com mais 8,6 mil linhas telefônicas. Já a TIM, Vivo, Claro, Oi e Nextel apenas tiveram reduções em suas linhas telefônicas neste período.



COMPARTILHAR