Operadoras brasileiras tem plano para reduzir a quantidade de reclamações


Em 2017 houve muita reclamação sobre as cobranças indevidas das operadoras de telefonia do Brasil e, por isso, a Anatel chegou a ameaçar a proibição de venda de serviços de valores, os SVAs.

Por esta ameaça, as operadoras e provedores de conteúdo decidiram adotar algumas medidas durante o ano e, estas medidas tiveram bons resultados, pois reduziram a quantidade de reclamações. Desta forma, Elisa Leonel, superintendente de relações com os consumidores da Anatel, declarou que a venda de SVAs não será proibida no momento, porém, muitas outras medidas devem ser tomadas pelas operadoras móveis do Brasil. Como, por exemplo: as informações completas para os consumidores sobre os planos de telefonia e internet adquiridos e a forma como oferecem o SVA.

Com o plano de ação que as operadoras vão realizar, o objetivo é que diminua muito mais o número de reclamações, pois a redução que ocorreu até o momento é considerada pequena para a quantidade de queixas que existe. Porém, de acordo com Leonel, está havendo uma mudança na cultura e postura da população, o que mostra uma preocupação das operadoras e dos parceiros de SVAs em mostrar seriedade aos seus consumidores. Algumas medidas deste plano de ação são: sistema de gestão, extrato de lançamentos futuros, transparência na oferta e revalidação de base dos SVAs que possuem mais reclamações.



COMPARTILHAR