Operadoras pretendem não trabalhar mais com SMS


Segundo uma pesquisa realizada pela Mobilesquared, solicitada pelo MEF, 62% das operadoras telefônicas apostam na evolução do serviço de mensagens e pretendem deixar de usar o SMS, para dar lugar ao RCS, e planejam fazer isso em até dois anos.

Conforme a pesquisa, cinqüenta operadoras do mundo já utilizam o sistema RCS e, as empresas que adquirirão este sistema, afirmam que as principais aplicações oferecidas pelo RCS é a distribuição de conteúdo com 64%, as experiências das marcas com 57% e as conversas P2P com 43%. Sendo que 64% das empresas de telecomunicação que vão adquirir este sistema pretendem implementar uma API de autenticação e 29% estas empresas vão implementar uma API para chatbots. E a intenção das operadoras em aderir este sistema é por acreditar que terão um melhor atendimento, suporte aos clientes, melhor serviço de comércio móvel e melhores serviços bancários.

Este sistema chamado RCS é uma evolução do SMS, faz parte de um aplicativo e oferece uma experiência como as dos serviços over the top, OTT, podendo enviar vídeos, multimídias, fotos e etc. muito parecido com o Whatsapp, por exemplo, que é um aplicativo muito utilizado pelos brasileiros. A intenção das operadoras é fazer atendimentos e entrar em contato com seus clientes através do RCS, mas os valores e forma de trabalho ainda não estão definidos. Atualmente, são mais de 11 bilhões de reais que as empresas de telecomunicação movimentam para entrar em contato com seus clientes através dos SMS, ou seja, são 122 bilhões de mensagens todo mês em todo o mundo.



COMPARTILHAR